OPINIÃO IPIAÚ

Opinião
Edson Bastos Veras
Cine Éden.
Festa de São Roque
.Maria das Graças M
Maria e Aline..
Ipiaú.
Aline Peixoto.
Sandro Regis.
Corrupção.
Eleições Ipiaú.
Eleições Ipiaú.
Eleições Ipiaú.
Eleições Ipiaú.
Eleições Ipiaú.
Aline e Maria.
Eleições Ipiaú.
Eleições & Dú.
Eleições Ipiaú.



https://www.youtube.com/watch?v=7EChF_iAwec



https://www.youtube.com/watch?v=7EChF_iAwec



https://www.youtube.com/watch?v=7EChF_iAwec

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Sabe-se que o cinema é uma arte de grande alcance. Um instrumento que fala por meio de uma linguagem específica, de uma sintaxe que se cristaliza pelos relacionamentos dos planos, das cenas e das sequências previamente definidas pelo roteiro cinematográfico. São muitas as classificações de Mitry, Bazin, Mustenberg e Krakauer para os progressos realizados pela imagem em movimento. Mas todos concordam que o cinema é uma arte da emoção, da sensibilidade e do estimulo ao pensamento critico dos seus apreciadores.

Na cidade de Ipiaú, sul da Bahia, o cinema chegou 20 anos após as primeiras exibições públicas e gratuitas dos irmãos Lumière. Por volta de 1927, o italiano José Miraglia abre o Cine Éden, num anexo da sua casa. No local, os filmes eram projetados na parede e a trilha sonora era feita por um pianista e um narrador, ao vivo. O advento desta linguagem neste povoado causou desconfiança. Algumas pessoas se assustaram, outras se encantaram com aquelas sombras que passavam na tela.

Pouco tempo depois, ao chegar o som no cinema, Miraglia logo construiu a sede do novo Cine Éden, na praça principal do povoado. Por ser italiano, trouxe de suas influências uma estrutura arquitetônica muito parecida com a da fachada do cinema do filme Cinema Paradiso, de Tonatore. “Com 560 poltronas e uma projeção considerada, por especialistas, como a melhor do interior baiano, devido aos dois projetores ‘Philips’, de 35 mm, e com som estereofônico”, comenta o jornalista José Américo Castro sobre a dimensão do Cine Éden, em sua reportagem “Nossos cinemas. Um filme com final infeliz”, na revista Cidades em Foco de abril de 2003. Ainda tomando como premissa a influência que o cinema causou na população e em cidades vizinhas, houve um desespero da população, pois estavam em plena II Guerra Mundial e um alemão foi instalar o equipamento no cinema. Ao chegar com uma máquina daquele tamanho, a população pensou ser uma arma nazista para exterminar a população.

Outros cinemas existiram na cidade, mas não se firmaram por muito tempo. “O Cine Bonfim, que se iniciou em 50, o Cine São Luiz - do padre Flamarion e o Cine Dren - Apelidado de Cine Bufa”, segundo Américo Castro, que é um personagem importante e que fez parte desta história. O Cine Éden consolidou-se por algum tempo, mas logo em seguida sofreu constantes mudanças em sua diretoria. Fechou para reformas e abriu às vésperas do Golpe Militar. Passou pelos irmãos Motta, por Fran e Zito Rocha, além de Dren. Outros personagens importantes que serão abordados na narrativa. No local, atualmente, está alocada uma loja de móveis, com a mesma fachada, pois foi tombada em 2001. José Assis Filho, popularmente chamado Dren, comenta que cinema era o que dava mais dinheiro na época. “Quem investia num cinema, não perdia dinheiro, mas depois chegou a televisão, as pessoas não queriam mais sair de suas casas para ir ao cinema, o negócio foi dando pouco lucro, não tínhamos nenhum apoio do governo, até que eu fechei o Cine Éden e ninguém quis mais pegar”, comenta Dren.

O Cine Éden constituiu um elemento importante para o desenvolvimento da cidade, uma vez que levou multidões para o local e gerou muitos empregos. Foi ainda fator importante para a construção do caráter artístico de muitos cantores, artistas plásticos, escritores, professores, etc... Além de fazer parte de um memorial que progressivamente é esquecido. A cultura precisa ser revivida, praticada e reinventada. Há um povo cheio de histórias lá e a História precisa ser preservada.



Edson Bastos
edsonchunior@gmail.com
edsonoliveirajunior@hotmail.com

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Todos os direitos reservados 2006/2007/2008/2009/2010/2011/2012

Site pronto: NetFacilita